sexta-feira, fevereiro 10, 2012


A neném


Imaginem o que acontece quando vc tem primeiro um menino e depois uma menina? Acontece que a Nana ganhou toda sorte de bonecas que existem no mundo. Ganhou boneca de pano, boneca de plástico, boneca que fala, boneca pequena, boneca grande....e NUNCA deu bola pra nenhuma delas. Gostava mesmo é dos carrinhos e heróis do André.

Só que no ano passado, quando estivemos na casa da sogrinha, no Rio, ela ganhou uma boneca do tipo bebezinho que foi da minha cunhada quando era criança (hoje ela tem 23 anos!!). Era a boneca preferida dela e estava guardada até ela decidir dar pra Nana. A boneca estava sem roupa, mas inteirinha e a Nana APAIXONOU pela boneca.

A boneca virou a "NENÉM, nome dado pela própria mãe (a Nana), e virou companheira inseparável. Ela SÓ dorme (eu disse SÓ) mexendo no tufinho de cabelo da Neném, cuida da Neném, bota pra dormir, dá banho, mas comida quem dá sou eu...quando dou comida pra Nana, tenho que alimentá-la também.

Ela leva a Neném pra escola todos os dias, porque sem a Neném ela não cochila e Neném está no colo dela 24h por dia. Se subiu a escada e a Neném ficou no andar de baixo, temos que voltar pra pegar, enfim....paixão mesmo.

Só que a Neném já era uma boneca velhinha, lembram? e como todo esse agarro, essa paixão, a perninha dela começou a descosturar e eu já em pânico pensando o que seria de mim sem a Neném. Certo dia eu esqueci a Neném na escola e ela só chorava...acabou dormindo de exaustão, tadinha.

Fui pra internet e analisei minuciosamente cada uma das bonecas existentes no mercado pra ver qual mais se aproximava da Neném....e comprei.

E o medo, gente? Ela não deixava nem eu trocar a roupa da Neném por uma nova...só queria andar com a mesma roupa sujinha de sempre.

Bom, esperei a Nana dormir, peguei cuidadosamente a Neném que estava ao lado dela, tirei a roupinha, coloquei a roupinha na Neném nova e botei lá pertinho dela de volta. Mas a minha baixinha é esperta, né? Assim que acordou olhou pra Neném e começou a analisar. Primeira coisa que falou foi: "binco novo?", já que o brinco da Neném nova é diferente do brinco da Neném antiga.

Depois falou da boca, do cabelo, de tudo....eu disse que tinha dado um banho na Neném e trocado o brinco...ela se convenceu e mandei a Neném pra escola normalmente.

Mas como não basta ser mãe, tem que ser louca, mandei o seguinte recado na agenda: "Eu troquei a Neném por uma nova, mas por favor não digam a ela que a boneca é nova". Normal, eu?

Dois dias se passaram depois da troca e agora ela já se acostumou com a nova Neném e não liga mais!!! Fofa!!!

Gabi, querida: ela amou a bonequinha que vc deu e ela não estragou a boneca, a boneca rasgou de tanto uso, foi de amor mesmo. Obrigada, viu querida?? Foi a única de todas que ela gostou!!!!

Uma foto da Neném antiga para posteridade. A Neném nova está na escola e não pode aparecer agora...rs!


17

17 comentários:

Daniela Leme disse...

Que linda Re ;)))

Juh** disse...

Que fofa!!!
Eu tinha essa bonequinha também, era muito amor.

beijos

Martha disse...

Acho q to precisando de uma "nenem" lá em casa para ajudar a Laís a dormir!!!.. rsrs
Muito linda essa historia de amor entre a pequena e a boneca!
Bjnhos!

Alice disse...

Adorei!

Marina disse...

Rê, é igual ao "big baby" do Toy Story 3! hahahahah

Vc foi "safa" (vcs usam esse termo aí?) ao comprar uma boneca bem parecida!
E a Nana mais fofa impossível percebendo os novos detalhes da velha neném dela! hahaha

Ainda bem que deu certo!
bjs,

Avassaladora disse...

E nós mães fazendo de um tudo pros filhos...hehehehe

Dani disse...

hahahahahahahahahahahahaha

Que lindaaaa a sua Naná, que fofa!! "binco novo?" hahahahahaha adorei!!!!!

Adorei, adorei!!!!

Boa sorte com a nova neném.

Beijos!

Mari disse...

Hahaha! Ai se ela descobre...
Alice tinha uma igualzinha, e que tb chamava Nenê! Era a fiel escudeira lá em Paris... Depois que voltamos, ela desgarrou. Mas foi a bonequinha-de-segurança dela, sem dúvida. Me salvou a pele várias vezes, a tal Nenê...
E eu tinha uma amiga em Paris cuja filha era colada num ursinho. Minha amiga comprou uns 3 ou 4 iguais, com medo de saírem de linha. Ela ia revezando, pra eles ficarem "gastos" de forma igual... ela conseguia lavar, costurar, sempre trocando os bichos. A filha nunca percebeu.
As mães tb têm seus truques, hein?
beijão, dona Re!

Amanda Lima disse...

Eu tinha uma exatamente igual a essa! e digo tinha por que hoje ela é da minha filha, de 3 anos... E ela ama!
Uma idéia é mandar arrumar essa boneca e guardar pra quando a Nana for maior... Tem vários locais que restauram/costuram bonecas.

Beijos

ELENA disse...

Acabei de comprar uma igualzinha! adorei a estória! BJO!

Paloma, a mãe disse...

Viva a Neném e a Nana, mãe zelosa! Mas a frase "não basta ser mãe, tem de ser louca" me tocou fuuuundo ;P
Beijos

Mãe de Duas disse...

RÊ, me emocionei com essa história. Fiquei apreensiva pra chegar no final e descobrir se a Nana aceitou a vova neném! É muito lindo o amor que elas desenvolvem por certos brinquedos, e 100% das vezes são aqueles que a gente olha na prateleria e fala: jura!?
Stella aqui tem a Terezinha, cachorrinha pug de pelucia que vai para todos os lugares com ela: escola, piscina, dormir na casa das amigas... Terezinha já foi até pra Disney, olha só a chiqueza da cachorra, rsrs
Beijos grande!
Pri

Patrícia Boudakian disse...

Ai que lindo. Me lembrou uma música fofa do Palavra Cantada:


Mas que bobinha, boneca de estimação
Você vai morar sempre dentro do meu coração
Você pra mim é bem mais que um brinquedo
Você é quem sabe todos os meus segredos
Mesmo que eu nunca brinque contigo como alguns anos atrás
Até que eu tento mas já não consigo pois me distraio demais
É que eu cresci, não sei porquê, não vou fingir, você tem que entender
Nem percebi quando tudo perdeu sua graça
Tantas histórias parecem que foram apagadas
Mas eu não vou ser daquelas crianças
Que para crescer joga fora a infância
Eu já avisei toda minha família que você eu nunca vou dar
Você vai ser filha da minha filha depois que eu me casar
Não vai demorar, você vai ver, é só esperar, tenta entender
Mas que bobinha, boneca de estimação
Você vai morar sempre dentro do meu coração

Rê, eu tinha uma igual a nenem, e acho tão legal ter uma filha porque de uma maneira a gente acaba revivendo nossa infância de um jeito muito marcante... ai ai...

Posso confessar que choro quando ouço essa música?

Beijossss

Patrícia Boudakian disse...

A primeira parte da música:

Antigamente eu tinha um nome tão bonito
Antigamente ela era minha mãe
Antigamente eu era a filha mais querida
Antigamente eu vivia de verdade
Agora estou aqui tão só
Coberta pelo pó
Ela dizia que não ia me esquecer
Que eu sentia como sente um bebê
Me defendia quando me tratavam mal
E até brigava com quem zombava de mim
E agora vai me dar
Só ocupo lugar
Trocava minha fralda mais de vinte vezes
Me desbotei de tanto ela me dar banho
Passava em mim um vidro inteiro de perfume
Depois me maquiava como sua mãe
E agora estou com tanto medo
Voltar ser um brinquedo

Beijosss

(Mamãe) ~Pinel disse...

Eu já tive uma neném igual a essa velha!!! =D
A Lara já adora todo tipo de boneca, mas aqui em casa ela se esbalda com carrinhos, pistas, video games dos tios (meus irmãozinhos!)

Carolina disse...

Eu tenho uma igual! Era a minha preferida, e a guardo para dar para minha filha. Eu não sei qual o imã dessa bonecas mas quem tem não larga! rsrsrs

maricotinha disse...

Re, hospital das bonecas nela!