terça-feira, maio 31, 2011


Eu e o Dedé na revista

Em primeiro lugar queria dizer que VOCÊS SÃO UMAS LINDAS!!! Eu fico uma semana sem postar e recebo váááários emails fofos perguntando se está tudo bem! É muito carinho, né?? Adoro!
Muito obrigada, meninas. Está tudo bem sim...a semana passada foi meio complicadinha.

Primeiro o Dedé teve febre, que foi embora como chegou - sem explicação. Depois eu apavorei com medo de estar grávida novamente. Fiquei atrasada 8 dias (e eu NUNCA atraso!!!) e passei noites em claro, pensando que eu não tinha preparo psicológico pra outro filho, que eu não conseguiria cuidar bem de ninguém e aquela coisa toda (prazer, drama queen)....mas passou, não estou grávida. E depois eu tive febre, dois dias de febre sem nenhuma razão aparente. Por tudo isso que não apareci por aqui, mas agora já está tudo em "ordi"!

Como a maioria já sabe através do facebook e do twitter, eu e o Dedé saimos em uma matéria sobre livros infantis. Na verdade, a matéria e toda a entrevista foi feita no ano passado, quando a Mariana tinha acabado de nascer (e eu estava inchaaaaada!rs!) e era uma matéria sobre o incentivo do hábito de leitura em crianças. Dei uma entrevista enooooooooooorme, tiraram várias fotos e a matéria acabou não saindo. Agora usaram a nossa foto e só um pedacinho mínimo da entrevista para ilustrar uma matéria sobre livros infantis. De qualquer forma, foi bem utilizada (com a minha autorização) e a matéria é bem bacana.
Além do mais, André A-DO-RA se ver na revista.

Tudo bem que quem ganhou destaque meeeeeeeeeesmo na foto foi o Cheddar, mas nós também estamos lá. E o Dedé tá tão baby, gente....um ano faz muita diferença na idade deles.

Vejam só:




Só não reparem porque o scanner aqui é tabajara....rsrsrs! Na falta dele, tirei uma foto da matéria! rs!
Se alguém for assinante globo.com e conseguir acessar a matéria no site da Revista Época e puder fazer a gentileza de me enviar, eu agradeço muitíssimo!!! :-))

Mãe, fica tranquila que eu esqueci de avisar, mas já comprei uma revista pra você...hehehehe.
19

terça-feira, maio 24, 2011


Mãe x Pai

A mãe dedica uma vida ao filho. Larga o trabalho, passa o dia inteiro ao lado, dá banho, dá comida, ensina, educa, enche de amor e carinho pra depois ouvir isso do filho:

- Mãe, deixa que o papai enxuga o meu cabelo porque ele enxuga com carinho.
- E eu, filho, não enxugo com carinho?
- Nem um pouco de carinho, você enxuga forte e machucante.

Dói, viu! Dói muito!!!

rsrsrsrsrs!
29

quarta-feira, maio 18, 2011


Se vira nos 30

Está sozinha em casa com as crianças e ainda precisa cozinhar???

Relaxa e deixa a galerinha fazer a maior zona no armário, enquanto vc cozinha sossegada...rsrsrs!



28

terça-feira, maio 17, 2011


Ontem, hoje e amanhã

O André anda soltando frases do tipo:

- Ontem vai ter aula de música na escola
- Amanhã eu comi toda a comida
- Ontem vai poder levar brinquedo pra escola?

Algumas vezes ele acerta, mas tenho a impressão que é sem querer. E então eu expliquei que ontem ele deve usar pra contar as coisas que já aconteceram e amanhã para as coisas que ainda vão acontecer. Ele ainda não sabe os dias da semana e eu achei difícil explicar que ontem serve só para um dia e não para todo o passado e amanhã também só serve para um dia e não para todo o futuro. E também só consigo explicar o dia dizendo que o dia começa quando ele acorda e termina quando ele vai dormir e então quando acordar de novo é outro dia.
Eu dei vários exemplos citando as coisas que ele efetivamente fez ontem pra ver se ele entendia e para as coisas que aconteceram antes, eu usava 'outro dia', mas não deu certo.

Agora ele fala coisas do tipo:

- Ontem eu brinquei muito na festa do Pedro (que foi há mais de um mês)
- Amanhã vai ser meu aniversário e vai ter uma festinha muito legal (ainda falta mais de um mês)

'Hoje' ele usa pra tudo, pra hoje mesmo, para ontem, para amanhã....usa sem cerimônia, criando as frases mais absurdas.

Só que eu to achando as minhas explicações meio complexas. Ele ainda não entende as horas, nem os dias da semana, nem nada e eu não to sabendo colocar esses conceitos de uma forma mais simples, pra que ele entenda.
Alguém ajuda?
17

segunda-feira, maio 16, 2011


Infância livre



Assim como muitas outras blogueiras, fui convidada a apoiar e divulgar o movimento Infância Livre (de exploração e abuso sexual) criado pela Childhood Brasil. O movimento visa chamar a atenção sobre a causa e sensibilizar a população.

Qualquer pai ou mãe que se colocar a pensar no assunto, certamente arrepia só de pensar em seus filhos vítimas de qualquer tipo de exploração ou abuso. Em tempos de internet, só aumentou a preocupação acerca da pedofilia. A grande maioria se preocupa em monitorar os sites, em não deixar as crianças livres para pesquisar o que bem entender, verificar todos os contatos de msn e outros chats e especialmente orientando as crianças a não conversarem com desconhecidos.

Mas será que é suficiente?? Não acho. É preciso garantir que a criança tenha o direito de ser criança, livre de qualquer tipo de adultização precoce. A Paloma fez um post excelente sobre o assunto, que expressa exatamente o que eu penso sobre o assunto e não poderia escrever tão - lindamente e com tanta clareza. Vejam só AQUI !!

Eu tive uma infância livre de qualquer tipo de exploração e abuso sexual. Tive o direito de ser criança, ouvia músicas infantis, brincava com outras crianças, me vestiam de maneira adequada para a minha idade. Não me lembro (nunca) de ter as unhas pintadas de verdade, ter usado saltinhos ou roupas de adulta. Passava férias na praia e passava o dia descalça brincando na piscina, na praia ou na rua. Minhas festinhas eram em casa, com doces, bolos e sanduíches feito em casa - era sempre uma oportunidade de juntar um monte de criança e brincar com os brinquedos novos, brinquedos estes que só chegavam no aniversário e no Natal (ou quando os irmãos voltavam de viagem....rs!). Tenho lembranças muito boas da infância e hoje, olhando pra trás, percebo que a minha infância foi, diante do possível, muito bem resguardada.

E eu tenho uma preocupação muito grande e me sinto totalmente responsável pela infância dos meus pequenos. Acho que criança tem que brincar na rua, se sujar à vontade e fazer bagunça. Não deixo que se preocupem com roupas sujas ou tênis sujos. Seja qual for a roupa, sempre reforço que podem brincar à vontade. Gosto que assistam filmes e desenhos apropriados pra idade. Faço o possível para que tenham contato com diferentes atividades culturais: cinema, teatro, parques, exposições. Não deixo que assistam comerciais de TV (aliás, não acho que deveria sequer existir qualquer tipo de publicidade direcionada ao público infantil, na minha humilde opinião, mas isso é assunto pra outro post). Ensino que já tem bastante brinquedo e não precisam de mais nenhum, não estimulo o consumo de forma alguma. Ensino a doar roupas e brinquedos a quem precisa. Me preocupo com a alimentação diária, estimulando o consumo de verduras e legumes, sucos naturais e frutinhas de sobremesa (libero umas guloseimas aos finais de semana e em festinhas, mas não no dia a dia). Ouço músicas infantis quando estão no carro comigo, conto histórias bacanas e estimulo sempre o interesse pelos livros infantis, que o André AMA de paixão. Obviamente não proibo ninguém de presentear os meus filhos, mas sempre que possível oriento a não incentivarem o consumismo, dando tudo o que as crianças pedem.

Meus programas são os programas das crianças. Organizamos o nosso final de semana em função deles e não os levo para casamentos, festas, bares ou restaurantes à noite apenas para que eu não perca o programa. Faço, sim, programas de adulto, mas só quando consigo me esquematizar para deixá-los com alguém.

Enfim, tudo isso pra dizer que eu faço a minha parte ao garantir que as crianças sejam crianças, que não pulem essa etapa tão deliciosa e importante da vida, tentando agir como adultos, brincar como adultos e ter as "necessidades" que os adultos tem (porque sinceramente celular é necessidade de adulto e olhe lá...criança não precisa, né não?). Não é fácil, especialmente porque as crianças são bombardeadas de informações e necessidades criadas pela TV e pelos amiguinhos. Não digo que é moleza lidar com o "mas tooooooooodos os meus amigos tem/fazem/gostam/usam", mas é uma obrigação dos pais nunca desistir de ensinar.

Se cada pai e mãe fizer a sua parte em garantir uma infância saudável aos filhos, já temos meio caminho andado para a criação de adultos do bem - bem resolvidos, felizes e aptos a garantir a infância saudável da próxima geração.

* Para mais informações sobre o movimento, acesse o site: http://www.infancialivre.org.br
** Essa aí na foto sou eu, titiquinha de tudo e preparada pra minha festa caipira!
14

terça-feira, maio 10, 2011


Passeio da escola

E ele tá lá...hoje é dia de passeio da escola.
E ele, que chora todos os dias quando me diz tchau na escola, hoje foi todo animadinho. Não chorou, disse que iria ao passeio com tooooooooooodos os amigos dele e com a tia Fe e que o papai, a mamãe e a Naninha não poderiam ir.
Disse também que ele é muito grande e por isso vai sozinho ao teatro, mas que a tia Fe vai junto e terminou dizendo: "mamãe, eu amo a tia Fê"!!!

E eu, como todas as mães tenho dois lados:

O primeiro lado pensa "que bom que ele foi tranquilo e seguro, é sinal que ele assimilou tudo que eu disse pra ele, que está achando ótima a novidade do passeio, que está feliz por andar de ônibus, se achando moço, quase um adulto e que ótimo que ele tem essa segurança toda na tia Fe, não é mesmo?? Além do mais tudo isso é ótimo para autonomia e independência dele, especialmente nessa fase de tanto ciúme, é importante que ele perceba as vantagens de ser grande!"

O segundo lado pensa "que mané tia Fe o que?? ele deveria querer ir com a ma-mãe porque a única pessoa que ele ama é a ma-mãe e só na ma-mãe ele tem segurança. Que autonomia e independência o que, crianças de 3 anos são completamente dependentes da ma-mãe e é assim que tem que ser. Que gostoso ir de ônibus, que nada....será que o todos os bancos tem cinto de segurança, será que o motorista é mega cuidadoso no trânsito, será que as professoras conseguem dar a mão pra todas as crianças, será que o ônibus será estacionado de modo que as crianças não precisem atravessar a rua? será que não era melhor ter vestido uma cor mais chamativa nele? será que elas não vão perder nenhuma criança? será que vão se lembrar de perguntar se ele quer fazer xixi? tenho mais um milhão de SERÁS, a lista não termina nunca, afinal SÓ EU sei cuidar dele e não se fala mais nisso"

Será que vai demorar muito pra chegar 17h30??
18

segunda-feira, maio 09, 2011


Caos generalizado

Aqui onde eu moro está frio, hoje especialmente, bem frio.
E as roupas bem quentinhas da Nana estão secando, só tinha uma pra ela vestir hoje. Separei a roupa toda pra não demorar a vesti-la depois do banho, porque gente, tá frio!!! rs!
Dei banho, vesti, ficou toda encasacada linda em um agasalho pink, meinha por cima da calça, bem quentinha pra dormir. Ok.
Tirei a roupa do André, que ficou pelado nesse frio, e fui UM SEGUNDO colocar todas as roupas sujas no cesto, cesto esse que fica a DOIS PASSOS de onde eu estava. Entenderam? Foram DOIS SEGUNDOS NO MÄXIMO. E quando eu volto, Nana já tinha saído em disparada e foi pra onde?? Voltou pra banheira (que agora fica no chão porque a gatinha é pesada!), com toda a roupa quentinha e estava brincando lindamente com os bichinhos do banho.
André pelado, Nana ensopada e eu sozinha em casa.
Botei um pijama quente no André pra ele esperar até que eu trocasse a Nana.
Tirei toda a roupa molhada e aquela aguaceira toda deu vontade de fazer xixi....ela fez! No chão do meu quarto, escorrendo por toda perna!
Vamos lá pra banheira mais uma fez, mas a água já tinha esfriado, né?? Enrolo gata na toalha e abro a água quentinha, encho, dou outro banho, volto pra trocar e lembra, né? Nenhuma roupa da Nana quentinha!!
Visto um pijama do André, dobro a manga e a barra da calça e ok....vai ser assim mesmo que ela vai ficar!
Quando eu falo que ela é terrível ninguém acredita, mas é linda até com pijama do irmão, não é?? rsrsrs!

E eu to cansada!! Eu precisaria ter umas dez mãos pra poder cuidar tranquilamente da Nana!!! rsrsrs!


18