segunda-feira, setembro 05, 2011


Revolta

To revoltada, triste e chateada com uma coisa que aconteceu.
O André é canhoto. Sim, é cedo e ainda não está 100% definido, mas ele faz tudo com a mão esquerda. Ele come com a esquerda, desenha, pinta, segura espada, passa sabonete pelo corpo, enfim...usa a mão esquerda com muito mais destreza.
Algumas vezes começava a comer ou a pintar com a mão direita, mas quando percebia que estava difícil, acabava trocando sozinho para a esquerda.
Eu nunca disse nada, nunca disse que deveria fazer as coisas com uma mão ou outra. Sempre deixei que ele escolhesse e fizesse com a mão que ele quisesse.
No meio da semana passada, ele estava pintando um desenho e não estava conseguindo colorir exatamente onde queria. Ele estava usando a mão direita e eu disse: "se está difícil com essa mão, por que vc não tenta com a outra?"
Então ele me respondeu: "Porque essa é a mão certa, a mão direita".
Tentei não dar muita ênfase ao assunto, mas já fiquei revoltada. Disse que não havia mão certa e errada, que ele sempre poderia tentar as duas e ver com qual mão ficaria mais fácil.

É grave, gente! Em primeiro lugar, até então ele nem sabia direita e esquerda, mas agora ele não só "aprendeu" qual é a mão direita, como ainda "aprendeu" que é essa a mão certa!

Ele só faz atividades de desenho e pintura em casa e na escola e como sou eu que fico o tempo todo com ele, tenho certeza que essa idéia não foi passada em casa.
Ontem estavamos fazendo pintura com aquelas canetinhas de pintar em tecido e ele usando somente a mão direita e com a mão esquerda embaixo da mesa. Toda hora ele me chamava pra ajudar porque não estava conseguindo fazer a letra dele (A) sozinho. Sugeri novamente que ele tentasse com a outra mão e ele conseguiu fazer a letra na primeira tentativa, o que comprova que ele realmente tem mais facilidade com a esquerda.
Antes de tentar ele disse novamente que estava usando a mão "certa" e então eu aproveitei para perguntar quem foi que disse isso e ele disse que "todo mundo" fala isso na escola.
Meu marido também notou que quando ele começa a fazer alguma coisa com a mão direita, ele sempre "esconde" a mão esquerda, colocando pra baixo (ai, que ódio....só de escrever isso já vai me dando mais raiva!)

Fui lá eu hoje, toda revoltada, conversar com a diretora e psicóloga. Falei que estava muito chateada, que era um absurdo alguém tentar direcionar qual mão ele deveria usar, que isso pode ser muito prejudicial, que estamos em 2011 e bla bla bla. Falei muito, disparei a falar até cansar porque estou realmente MUITO chateada com isso tudo.
Fiquei contente porque fui super bem atendida e super compreendida. Ela concordou comigo que era gravíssimo, disse estar muito chateada por ter acontecido isso na escola e me prometeu descobrir quem fez isso. Disse que vai orientar todas as pessoas que ficam com ele para enfatizar que cada criança deve escolher a mão mais fácil e que ela iria pessoalmente observar hoje todas as atividades do dia para ver como o estavam direcionando, antes de contar a qualquer professora sobre a nossa conversa.
Eu pedi que descobrisse quem efetivamente disse isso a ele, pois gostaria que essa pessoa conversasse novamente com ele se desculpando pelo absurdo e explicando pra ele que isso é bobagem.

To roendo todos os dedos de tãoooo nervosa...e já to contando os minutos pra ir buscá-lo hoje e ver o que vão me dizer...
29

29 comentários:

Andréa disse...

Que absurdo.
Mas te acalma,essas coisas acontecem mesmo nas escolas.
Um beijo.

Susan disse...

Poxa Renata, que chato isso!
E é como você mesma disse, estamos no ano de 2011, não sabia que ainda existia essa mentalidade.
Mais fica tranquila aí tá!
Aguardo o novo post pra saber o desenrolar dessa história.
Um abraço!

http://piticodegente.blogspot.com/

Ana Paula disse...

Parabéns pela atitude de ir resolver sobre este absurdo diretamente onde começou. Inadmissível neste momento em que vivemos com tantas informações. e ainda que tenha partido de outra criança, onde está um adulto para explicar?
Ficará tudo bem, relaxa. Meu Bernardo também é canhoto.
E vou deixar uma dica: corre comprar uma tesoura escolar para canhotos! o André irá adorar! Beijo

Mamãe pela 2ª vez disse...

O tadinho imagino ele escondendo a outra mão, aff é um absurdo no mundo de hoje alguém ensinar esse tipo de coisa.
Depois conte o resultado da conversa.
bjus

Dê Freitas disse...

Nossa Rê, que absurdo. Imagino a sua ira, pq é de dar dò ver o pequeno se "esforçando" para não usar a mão que ele tem mais habilidade.

Espero que a remediação da escola resolva e que o Dedé entenda que ele é livre para usar a mãozinha que melhor se adaptar.

bjs e na torcida!

Sylvia disse...

Renata, com certeza é um absurdo isso. Em pleno século XXI as pessoas agindo como se fosse séc. XV... não dá para acreditar. Para mim com meus alunos é tão natural a escolha das mãos, que só me dou conta mesmo de quem é canhoto quando começo a ensinar o uso da tesoura, aí o bicho pega... mas do contrário, só vejo mesmo quando observo atentamente cada um para anotar no meu diário, mas nunca pensei em pedir para a criança usar outra mão.Foi bom vc ter ido até a escola e conversado, espero que a situação se normalize. Beijos mil

Anna disse...

nossa Renata.

Também fiquei revoltada! Como é possível isso ainda nos dias de hoje?

Desejo que tudo se resolva bem.

E viva as individualidades!!

Vida de mãe disse...

Tadico dele, imagino a sua revolta! Ele tentando se adaptar e fazer igual aos outros... Atitude corretíssima sua! Logo ele vai esquecer e vai usar a mão correta dele pra tudo!

beijos

Flavia disse...

Revoltante!

que coisa mais antiga, meu Deus!

me lembrei de um post que eu relí recentemente e indico pra você.

http://ombudsmae.blogspot.com/2009/09/historinha-canhota-da-evolucao-das.html

Eu como mãe de menino canhoto, assino embaixo na tua indignação.

Beijo grande

Marcela lusia disse...

Muito chato isso mesmo Re,imagino como vc deve ter ficado...
um absurdo!!

Ivna Pinna disse...

Que atitude mais retrógrada! Vc tá super certa em ter ido falar com a diretora. Tadinho dele, ter que esconder a mão, só pra "esquecer" que ela existe! =/

Beijo

Sarah disse...

Nossa Re, não acredito nisso! Fiquei com vontade de ir lá com vc conversar de novo, que absurdo! E que dozinha do Dedé escondendo a mão!!
Tá certíssima em se revoltar, em botar a boca no mundo. Depois vem aqui contar pra gente se deu resultado.
bjos
Sarah
http://maedobento.blogspot.com/

Nine disse...

Que absurda essa história, Renata! Fizeste muito bem em reclamar e estou ansiosa para saber a continuação da história!

É cada uma, né?

Beijos,
Nine

Anne disse...

ai que saco.
espero que orientem melhor a equipe, e que bom que ele trouxe para casa essa informação.
é um absurdo contrariar um canhoto!!!! (verdade, meu pai foi foçado a aprender a escrever com a direita e tem questões com isso até hj)

Mãe de Duas disse...

Que coisa, Rê... Conta pra gente mesmo qual foi o desenrolar dessa história.
Da sua parte você pode incentivá-lo a usar mais a esquerda, falando que só pessoas muito especiais conseguem escrever com essa mão!
Vou voltar aqui pra saber!
Bjo!
Pri

Paloma, a mãe disse...

Re, é um absurdo mesmo e a sua atitude foi certíssima, de cobrar a responsabilidade à diretora. Eu sou a mãe que participa, mas que cobra muito também, mesmo estando em uma escola pública. Recentemente, por força da lei e da mobilização, conbseguimos abolir as orações na escola (o Estado é laico, está na Constituição) e aquele papo de menino não casa com menino já foi tema de reunião dos professores. Eu fico feliz que eles estejam atentos às questões que os pais levantam, ainda que nem sempre os pais estejam certos, mas só em debatê-las já é muito importante.
e, no seu caso, vc está certíssima e ainda bem que vc é uma mãe presente e notou isso agora. Imagine ele ser tolhido na sua expressão artística - e mesmo na caligrafia - por usar a mão esquerda? Um absurdo sem tamanho!
Beijo grande e todo o meu apoio!

Dione disse...

Nossa Renata, fiquei revoltada só de ler. Eu sou canhota, passei por isso, mas a 30 anos atrás. Não acredito que alguma professora, pedagoga, cuidadora, babá ou qualquer pessoa que lide com criança nessa altura da vida acredite que ser canhoto é errado. Ainda bem que você percebeu logo que algo não estava bem e que a escola está empenhada em corrigir esse tipo de falha.
Beijos!
Beijos!

Família Alves Lis disse...

Sempre ouvi dizer que antigamente os professores obrigavam todos os alunos a escrever com a mão direita. Mas por "antigamente" eu entendia até no máximo os anos 70... não fazia ideia de que hoje ainda tinha disso. Seria uma professora mais idosa que não se atualizou? 10% da população mundial é canhota, sempre me disseram... é MUITA gente... faço votos de que o conflitos e resolva logo. Talvez tenham sido só as crianças que falaram. As crianças não tem vivência suficiente para saber tudo sobre canhotos como nós sabemos. Espero sinceramente que tenha sido isso. Sempre que for possível, conceda o benefício da dúvida, eu estou sinceramente esperando que nenhuma professora tenha feito isso, que foi coisa das crianças e elas, ainda bem, têm mais tempo de sobra que os adultos para rever "todos" os seus conceitos e pré-conceitos...
Mas que dói o coração saber que ele esconde a outra mão, isso dói...
Abraços!

Celi disse...

Renata que absurdo! Que atitude da equipe. Deixa a gente de boca aberta, inconformada.
Que bom que foi conversar na escola e espero que consigam pensar sobre o assunto, mudando a postura totalmente.
Beijos

Babi disse...

Re,
um absurdo mesmo!
Imagino o q ficou passando pela cabeça do André! Judiação!
Mas fico feliz por vc ser uma mãe presente e atenciosa, q percebeu a situação... portanto, uma mãe cpom quem o andré pode contar!
Parabéns pela sua atitude, agora vamos ver o q a esvola fará a respeito!
Assim, também você evita q aconteça com outra criança.
bjo grande

Camila disse...

Rê, que ódio mesmo! Vc agiu bem, muito bem, e aescola tbem parece que sim, mas é importante saber quem está fazendo isso com o Dedé e orietar direito, magina se isso é coisa que se faça!! Que absurdo! Ano passado aconteceu um absurdo parecido com a Manu na escola, dei um chilique, a escola me deu razão, viu que a professora estava não mto bem intencionada e ela até foi demitida, acredita?
Boa sorte e depois conta o qu aconteceu!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.com.br

Mariana - viciados em colo disse...

estou revoltada também!!!
espero realmente que a escola "conserte" esse dano! se foi um aluno e a professora não mediou: horrível! se foi a própria: arrrgh!

e haja contra-informação em casa!

a pessoa que é "adestrada" para usar a mão oposta à dominante acaba fazendo "mal" com as duas, minha avó se condói até hoje por ter sido obrigada a usar a mão direita - ela sempre teve uma letra horrorosa mesmo quando voltou a escrever com a esquerda.

hoje mesmo estava explicando isso à empregada que (imagine!) manifestou um desejo de que arthur seja canhoto como ela, porque ela "acha lindo gente canhota" - soltei um "deixe ele" e expliquei que ela prejudicaria o futuro dele se tentasse interferir nisso, blá, blá, blá!... dela eu posso esperar isso, mas não de uma professora!

tô revoltada!

Ivana - coisademae disse...

Chato mesmo Rê!!! Sentiria a mesma raiva que você!! Aliás, tô chateada por você só de me imaginar numa situação dessas!

Depois conta como tudo isso terminou, tá?

Bjos e relaxa, por mais dificíl que seja nesse momento..

Mamma Mini disse...

Fim do mundo, tá certíssima Rê, poe a boca no mundo, que é isso? ensinando esse absurdo pro coitadinho do Dedé, deixa ele ser destro ou canhoto feliz e em paz, eu ficaria revoltada iguallllllllllllll! quero saber como ficou tudo depois! um beijo e boa sorte! Fê

Cynthia Santos disse...

Inacreditável. Em pleno século XXI ainda existir esse tipo de preconceito. Um absurdo!!! Também estou espumando de raiva!!

Kelly Resende disse...

Nossa, sua revolta é totalmente justificada, é um absurdo mesmo! Não deixe de contar aqui o resultado...
Abraços

Carolina disse...

Nossa que horror! Tadinho do Dé.
Mas se aclama, e post para gente o desenrolar dessa história. Beijocas.

Alice Bittencourt disse...

Nossa sua revolta tem TODA razão de ser. É realmente um absurdo que alguém na escola ensine para o André que existe uma "mão certa". Se isso já era um absurdo na época da minha avó, hj é inaceitável.
O bom é que a diretora percebeu e reconheceu a grande bobagem e tudo vai se resolver. Sei que é quase impossível, mas tenta ficar tranquila. Melhor que você percebeu logo...

Marina disse...

Renata, putz! Que coisa mais idiota de se dizer a uma criança que a mão direita é a certa! Às vezes fico pasma com o despreparo de profissionais da educação em pleno 2011!
volte pra contar o desenrolar da história!
bjs,
Marina