segunda-feira, fevereiro 14, 2011


Doação

Semana passada fui comprar cuequinhas pro André (porque já não estava mais dando conta de lavar as poucas que ele tinha - e tb não aguento mais limpar chão de tanto xixi que escapa...rsrsrs) e me dei conta de que eu não tenho a menor idéia do preço das roupas infantis.

De vez em quando até compro um presentinho, mas para os meus filhos acho que posso contar nos dedos quantas peças já comprei. Considerando ainda que eu não sou NADA consumista, não compro mesmo.

Eu tive a sorte de ser a irmã mais nova dentre 4 irmãos e todos eles tiveram filhos antes de que eu, de modo que meus filhos herdam todas as roupas dos meus sobrinhos, assim como brinquedos, bicicleta, tênis, sungas, bonés, enfim...tudo! Tive a sorte ainda de ter sobrinhos meninos, que enviam as coisas pro André e uma menina, que envia pra Nana, uma maravilha!!

Essa minha sobrinha que manda as roupinhas pra Nana tem agora 3 anos e ela fica muito feliz quando eu digo que a Nana está vestindo uma roupa que era dela, ela adora, os olhinhos dela até brilham.

Além dos meus sobrinhos, tenho ainda uma amiga que tb tem um casal de filhos: o menino pouco mais velho que o André (e manda roupas pra ele) e a menina pouco mais nova que a Nana (e recebe as nossas roupinhas).

Com isso, o André adora saber quem foi que deu a roupa pra ele. Cada vez que eu pego um tênis novo (que ele nunca usou) ele logo pergunta se era do Felipe ou do Lucas. E adora!

Como ele curte saber quem deu, achei uma ótima oportunidade pra ensiná-lo a doar as coisas dele que não servem mais, dentre roupas, sapatos e brinquedos. Limpei o armário dele e disse: "o Felipe e o Lucas não te mandam as roupas que não servem mais? Então, agora é sua vez, de mandar para outra criança as roupas que não servem mais pra você."

Claro que já fiz isso milhões de vezes, mas essa foi a primeira vez que ele participou do "processo" e adorou, ficou todo feliz querendo saber quem iria usar as roupas dele.

Com os brinquedos a coisa foi um pouco mais complicada, já que ele todos os brinquedos que eu separava, ele dizia que ia começar a brincar (rsrsrs!), mas aos poucos foi acostumando com a idéia de dar os brinquedos "para as crianças que não têm brinquedo" e foi me ajudando a separar. Quando viu a caixa cheia queria ir na mesma hora levar para "as crianças que não têm brinquedo" porque elas ficariam muito felizes.

Mais uma das coisas tão simples e corriqueiras do meu dia-a-dia que a presença do André tornou muito especial. É de pequeno que se aprende que ninguém precisa de tanta coisa e que é bom demais fazer outras pessoas felizes, não é mesmo???
21

21 comentários:

Renata disse...

Super legal ensinar isso pras crianças e ver que elas aprendem o sentido da coisa rapidinho né? Acho super legal doar, seja pro sobrinho ou pra família pobre que a gente nem conhece, o que importa é não deixar parados itens que podem ajudar alguém.
Beijos!

Patrícia Boudakian disse...

Nossa, Rê, com certeza. Alice ganhou várias coisinhas de outras meninas pequenuchas e estamos aproveitando bastante. Acho que é a melhor coisa a fazer já que crescem tão rápido. Eu fui criada dessa maneira e acho que desde pequenos eles devem aprender também. Parabéns!

beijo-beijo!

Lia disse...

Ô! Ótimo momento pra começar a educar!

Flavia disse...

Rê,

que sorte poder ter essa herança de roupinhas (que no Brasil é de doer de caro) mas tenho certeza que a "recompensa" de ensinar a "reciclar" nesse mundo que a gente vive em que tudo é descartavel, vai alem do lado financeiro, né?

Só hoje vi o post que vc fez sobre os presentinhos (desculpa), me senti a própria, a fotinha da Nana vestida com o coletinho tá demais. E o João tambem usa os cubinhos de montar pra fazer construção, igual ao André (adorei!). Alem do mais, teve até comentário do maridão (eeeeeita!). Foi um prazer incluir os meninos nas comprinhas pré-viagem. E fico contente demais de ver que vocês gostaram.

To tentando voltar à ativa no blog, mas tá dificil! Vamos ver se consigo.

Beijos

Tchella disse...

e se eu disser que até hj gosto de ganhar roupa usada e nao me importo nadinha? nada como ser criada assim.. hehehe faz um bem danado, meu Lucas pegou muita roupinha do primo, olha os 3 primeiros meses praticamente era td do primo! hehehe coisa mais boa! agora o primo vai ganhar um (a) irmao (a) e já mandamos tudo de volta hehehe

Grace disse...

ótima ideia!! Minha filha tbem adora as roupas ganhadas, e minha sobrinha adora saber que ela está usando...e ainda comtribuimos com o meio ambiente...ehehehe
beijos

Paloma, a mãe disse...

Aqui é igual. A Ciça herdou quase tudo da Marina, filha de uma amiga, que me manda ou traz as peças, mesmo à distância. E a Clarice herdou de três filhas de amigas daqui de BSB, pois eu já tinha doado tudo da Ciça/Marina. Agora, o que é da Ciça vai ficar para a Clarice, mas, mesmo assim, não vejo a hora de separar as coisas para doar após Natal e aniversário, que já é na semana que vem.
Beijos

Anna disse...

que graça, Renata!

Aqui tô tentando incluir o pequeno na doação dos brinquedos mas tá difícil...

beijos e boa semana!

Ana Paula disse...

Que post lindo, cheio de belos exemplos a serem aprendidos. Beijos

Li disse...

Acho muito importante ensinarmos esse tipo de coisa para os nossos filhos. Somos os exemplos para eles.
Parabéns pela sua iniciativa!

Acabei de criar um blog, se quiser dar uma passadinha por lá, será muito bem vinda!

http://passeadoeviajandoemfamilia.blogspot.com

Beijos!

Lívia.

Camila disse...

Ai, q sorte a sua... Eu sou a primeira a ter filhos e não ganho nada nuuuunca! E sei bem qto custam as roupas infantis... Acabei de comprar sapatinhos para levar os 3 a um casamento, quase tive q vender o carro para comprar sapatos...
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Nine disse...

Aix...eu não tive a mesma sorte. Meu único sobrinho é um garotão...e hj que as roupas são bem marcadas (meninosxmeninas) fica difícil de aproveitar muitas coisas.

Eu ainda guardo as roupas da Ísis (algumas separo para doação, mas a maioria fica) pq ainda pretendo ter outros filhos e se for uma menina, será uma despesa (grande) a menos.

Beijos,
Nine

Coisas de mãe disse...

Oi Renata, que legal que você faz isto, que incentiva e que divulga. O Pedro foi o primeiro menino da turma, então não recebeu muitas doações, mas a Luiza, como foi a caçulinha, recebe de tudo, desde roupa até bicicleta. E eu adoro, me sinto ecologica e feliz!

Ja tive uma briga enorme com a minha sogra porque ela ficou ofendida porque separei uma sacola de roupas para doar e ela achou que era para o neto dela.

Enfim...

Eu aprovo e recomendo!


beijos

Pati

Ivana (Coisa de mãe) disse...

Ah..Rê, é tão legal essa consciência desde cedo, né?? Aqui em casa Alice herdou de Carol e João doa as roupas dele pra o priminho, um ano mais novo! E, de fato, pra quê tanta coisa, né??? Aqui em casa as meninas tem poucas roupas tb, mesmo porque só fica no armário o que de fato elas usam. Não compramos por comprar. É desde cedo que a gente aprende que não precisamos de muito para ser feliz!

Bjos!
Ivana

Sarah disse...

Que máximo Re. Também incentivo a doação aqui, separo roupas e brinquedos do Bento para doar. Ele ainda não participa como Dedé, mas logo logo vou envolvê-lo no processo.
Aliás, ele também herdou várias coisas do primo: de roupas e sapatos a berço, cômoda e bebê conforto!!
beijos!

Ana Paula - Journal de Béatrice disse...

Que legal Rê! E é assim mesmo que funcionam as coisas, mostrando, dando exemplo! E, sem frescuras! Aqui em casa a Béatrice tb ganhou muitas roupinhas usadas que as amigas daqui foram me passando. Assim, as peças circulam e todo mundo fica feliz. Mais um tempinho e as roupihas da Bê terão outro destino! Beijo pra vcs: )

Pati disse...

morri com o post da nana no telefone!!! LINDA!
E o tanto que eu AMO que o Pedro é herdeiro oficial do André?!!!!!! AMO AMO AMO!
Muito obrigada! Por conta destas heranças tb quase não compro nada para o Pedro e ele fica muito muito gato com as roupinhas!
Amo vcs
Pati

Naiara Krauspenhar disse...

Lindo exemplo que voce está dando hein???
Parabéns!!!!
BJos

Beta, a mãe disse...

Uau que sorte Re, porque por aqui foi tudo comprado. Meus filhos são os pioneiros, então tenho que comprar. Mas compro tudo la nos states. Por aqui é abusivo! Depois eu dôo pra que precisa.
Ótima lição que está passando pra ele. Beijos

Anne disse...

demais Rê!
aqui em casa tb é assim!
Joaquim é o terceiro bisneto e usa tu-do dos priminhos. nunca comprei um sapato.
bjo bjo

Mamãe pela 2ª vez disse...

Ubiratan quando nasceu herdou muitas roupinhas já Lívia não herdou de ninguém só tinha meninos no pedaço.
bjus