segunda-feira, maio 31, 2010


O sorriso e a jabuticaba


25

domingo, maio 30, 2010


Apelidos


Com o André ainda pequenininho, eu fiz esse post AQUI contando todos os apelidos que ele tinha. De todos aqueles, só o que ficou aqui em casa foi massudinho, que com o tempo virou massaroca e atualmente só Massa.
Nós não o chamamos de massa, mas nos referimos muito a ele dessa forma. "O massa tá bem?" ou "o massa tá dormindo" ou "cadê o tênis do massa?" Bizarro, mas ficou! Só eu e o maridão que usamos, menos mal!!!!
E Dedé, né? Que é o apelido oficial!

Agora vou contar os apelidinhos da Mariana, que já são vários.
Quando decidimos que o nome seria Mariana, logo comecei a chamar de Maricota. Só falava Maricota pra lá e pra cá, mesmo sabendo que se esse apelido pegasse, ela iria odiar! rs!
Então o André decidiu chamá-la da Nana e esse virou o apelido oficial. Até que ele o transformou em Nana Nanota e agora nós a chamamos bastante de Nanoca também.
Eu chamo quase que 90% das vezes de gata. Só gata pra tudo: "ô gata, não precisa chorar" ou "cadê a gata da mamãe?" ou "ai, mas é muito gata, meu Deus" ....essas bobeirites de mãe.
O papai chama do basicão princesa, mas também gosta muito de chamar de Mariposa!
Também chamamos de jabuticaba, principalmente quando ela arregala um olhão de jabuticaba quando estamos há horas tentando colocá-la pra dormir.

Agora, tem um nome que eu nunca falo e nunca escrevo: Mariana. Incrível como Nana pegou e eu até estranho quando tenho que dizer Mariana. rs!

* mamãe cismou que queria postar uma foto com essa roupinha, mas a modelo não colaborou e não quis mostrar a jabuticaba para a câmera!!!
16

sexta-feira, maio 28, 2010


Selinhos

Eu sou péssima com selinhos...demoro horrores pra postar, pra agradecer, pra tudo! Então, meninas, super obrigada pelos selinhos fofos.
Eu ganhei um da Lulu que não dorme, cuja imagem eu não consigo pegar de jeito nenhum, então só vou responder às perguntinhas, ok?

1) Em qual cidade você mora? Cotia/SP - Granja Viana.

2) Você trabalha em que? Trabalho cuidando de duas figurinhas fofíssimas e ganho melhor do que qualquer outra pessoa no mundo.

3) Se não trabalhasse nisso, o que faria? Provavelmente estaria advogando por aí, mas tentando horrores conseguir esse novo cargo.

4) O que mais gosta de fazer? Gosto de dormir, de comer, de ir ao cinema, de blogar, de jogar mil jogos de tabuleiro, de cozinhar, de ler, de escrever ....afe, gosto de tanta coisa e não tenho tempo pra nada. Ainda bem que, mais do que tudo isso, eu gosto de brincar e cuidar dos meus filhotes.

5) Você trabalha em setor administrativo ou como professora? Nem um, nem outro.

6) Como é a sua rotina? Já contei todinha nesse post AQUI.

7) O que faria, hoje, se ganhasse na Mega Sena? Maridão pediria demissão, arrumariamos nossa casinha todinha de uma vez e programaríamos mil viagens com os pequenos.

E o outro eu ganhei do fofo carequíssimo do João:

Ai, gente...e eu juro que ganhei mais um, mas não to achando!! Aiiiiiiiiiiiii. Mil desculpaaaaaaaaas! Péssima eu, péssima!
Super obrigada, meninas!

* Caramba, esse post ficou todo desformatado e eu não to conseguindo arrumar! Humpf!
2

domingo, maio 23, 2010


Últimas do Dedé (atualizado)

Nome e sobrenome

O Dedé sabe o nome de todos os bichos, mas alguns deles não tem somente nome, mas nome e sobrenome.
Por exemplo, o sapo nunca é só sapo, mas sempre "sapo cuiuiu na beia do io" (sapo cururu na beira do rio). O caranguejo por sua vez é sempre "caranguejo peixe é", e por último, o coelho que virou "coelho da pácoa que táz pa mim".
Até a irmãzinha já ganhou sobrenome: ela não é mais somente Nana, já virou "Nana Nanota, naiz de pipota" (Nana Nanoca, nariz de pipoca) ou a variação abreviada "Nana Nanota". Só Nana não existe mais...rs!

** O papai lembrou de mais um bicho que tem nome e sobrenome e decidi colocar aqui para não esquecermos. É a abelha! Ele nunca consegue dizer que abelha é só abelha, é sempre "abelha que picou o pé do Fiipi".
O Felipe é um amigão do Dedé e uma vez aqui em casa ele contou que a abelha picou o pé, então agora essa história é lembrada todas as vezes que o Dedé fala abelha! rsrsrs!

Música

O papai ensinou a música: "Mamãe cadê você, eu vim aqui só pra te ver".
Só que a versão do Dedé é super egocêntrica: "Mamãe cadê você, eu vim aqui pra ver Dedé"!!!!


22

terça-feira, maio 18, 2010


Inverno chato

Resolução do dia: André só volta pra escola quando melhorar 200%.
Ele teve gripe + sinusite + uma super alergia. Quando voltou pra escola já tinha melhorado de tudo, restando apenas uma tosse chata.
Ontem voltou a febre e hoje fomos parar no pronto socorro, com 39,8C de febre e uma super otite. Então decidimos que ele só volta pra escola quando estiver completamente bem, porque voltar com a imunidade ainda baixinha, nós já vimos que não funciona. Nem que tenha que ficar um mês em casa!
Nana gripadinha novamente, com narizinho escorrendo.
Enquanto isso, seguimos todos cansados, sem dormir e preocupados com essas doencinhas chatas que o inverno traz.
Volto quando todos melhorarem e eu deixar de ser um zumbi!
beijos mil!!

* E eu sempre AMEI inverno, sempre fiquei toda felizinha com o frio. Depois dos filhotes, acho uma chatice por milhões de motivos! Diminuem as brincadeiras ao ar livre, tenho que encher de roupa, mais um tanto de roupa pra dormir (já que o Dedé se recusa a usar qualquer coberta) e ainda por cima esse monte de doencinhas, viroses e etc.! Humpf!
13

sexta-feira, maio 14, 2010


Várias

- Amanhã Nanoca faz um mês! EEEEEEEEEEEEE!!!
- Fomos ontem ao pediatra e ela está lindona, crescendo direitinho! EEEEEEEE!!!
- Ela tem refluxo (oh God! Dedé "sarou" do refluxo há apenas um mês!!!) Snif...
- Dedé foi ao dentista e estamos (eu e ele) de parabéns!!! EEEEEEE!!!
- Dedé melhorou e nunca mais teve febre, mas a tosse não vai embora nunca.
- Amanhã tem festinha de dia das mães da escola do André (to ansiosíssima...rsrsrs! É a primeira, né gente!!!)
- Frio, frio, frio! Aqui onde eu moro faz muuuuuuuuuuito frio!
- Essa noite a pequena dormiu 4 horas!! Mamãe agradeceu demais dizendo que ela dormiu como uma "moça"! rs!
- Dos 11kg adquiridos na gravidez, eu já perdi 7! EEEEEEE!!!
- Pra terminar: minha família não é muito linda??? :-)))



* Em tempo: a tagarelice do Dedé virou uma tirinha fofa lá no blog da Luiza, do Hilan e do Ben!!(dê só uma olhada aqui!!!)
Valeu, queridos! EU AMEEEEI!!
19

terça-feira, maio 11, 2010


Todo dia

E o dia é assim:
Por volta de 7h o dia começa, quando a Nana acorda, eu já levanto de uma vez, dou de mamar pra pequena e desço pra tomar café da manhã com o maridão, com a gatinha na cadeira ao lado olhando tudo. Papai sobe pra se arrumar pro trabalho e eu fico com a gata na sala, que normalmente dorme calma e silenciosamente (esse fenômeno só ocorre durante o dia! rs!)
Por volta de 9h o Dedé acorda, aí troco fraldinha, roupinha e dou de mamar pra ele. Temos uma hora e meia de brincadeiras. Nesse tempo, procuro me dedicar somente a ele...desenhamos, brincamos, tudo que ele tiver vontade. Normalmente a Nana colabora e costuma dormir (sempre ali pertinho, no carrinho ou bebê conforto). Dorme mesmo com todo o barulho do Dedé brincando.
Por volta de 10h ela acorda, então troco fralda, amamento, coloco novamente no carrinho por perto pra poder arrumar o Dedé pra ir pra escola. Coloco a roupinha, arrumo a mochila e vou levá-lo. A moça que trabalha aqui em casa para tudo que está fazendo pra ficar com a mocinha enquanto eu vou e volto da escola.
Vamos até a escola conversando horrores ou cantando ou ele vai me contando tudo que vai fazer na escola - a primeira coisa é sempre "bubunça". rs!
Então eu volto pra casa e normalmente a gatinha ainda está acordada, então aproveito pra dar banhinho nela. Depois que a princesa está linda e cheirosinha, mamãe almoça. Então, se ela dormir, eu aproveito pra deitar um pouco também...se ela não dormir, fico à disposição dela.
Por volta de 15h40, saio pra buscar o pequeno na escola. Normalmente ele dorme no caminho, então chego em casa, coloco na caminha e desço pra ficar com a princesa, amamentar, fralda e aquela coisa toda.
Aproximadamente 18h o pequeno acorda e fica brincando um pouco até eu aprontar o "papá". Dou jantinha pra ele, fico brincando na sala e depois subo pra dar banho nele. Banho tomado, descemos novamente e ficamos desenhando, lendo "ivo", brincando de moto e o que mais inventarmos até o "papai chedá". Então papai chega, brinca um pouco com o menininho, janta e então subimos todos. Papai conta história (João e o pé de feijão - papai sugere outras, mas ele só quer essa há mais de um mês - papai já está craque!!!rs!) e coloca o Dedé pra dormir, enquanto eu fico com a pequena fora do quarto para o resmunguinho dela não atrapalhar o processo de colocá-lo pra dormir.
Dedé dorme e começamos a "saga" da noite, já que a princesa não gosta de dormir à noite. Eu e papai nos revezamos pra cada um poder dormir um pouco. Ela chora, resmunga, se contorce todinha e não fica em lugar nenhum, não quer berço, nem carrinho, nem cama, nem bebê conforto, nada! Nós achamos que deve ser cólica, porque a pequena chora muito, mas não dá pra saber direito. Sei que normalmente papai dorme umas 5 horas por noite e eu umas 3 ou 4 dividida em dois períodos de 1h e meia ou 2h. E nesse período todo ela dorme pouquíssimo, não fecha os olhinhos mesmo...
...E o dia recomeça às 7h da manhã.

O melhor é que no meio disso tudo tem as milhões de variantes, como por exemplo: Nana dormindo tranquilamente, mamãe acomoda o Dedé no cadeirão e ela começa a chorar desesperadamente. Pego no colo pra acalmar e o Dedé começa a repetir: "mamãe, Dedé qué papá tudo"...
Ou então, Nana está mamando calmamente quando o Dedé acorda da soneca da tarde com um pesadelo e berra, chora, grita e faz birra. Eu amamentando a Nanae conversando com ele, dizendo que se acalme e ele querendo "tóio da mamãe"(colo)...
Ou a pequena chora no meio do banho do Dedé ou o Dedé quer brincar com a furadeira quando ela está quase fechando os olhinhos...
Enfim, não posso exigir sincronia nos dois pequenos e ainda é cedo pra conseguir estabelecer uma rotininha eficaz, ainda mais nessa fase de cólicas, gases e mamadas a cada 2h ou 3h horas. Só sei que acaba o dia e eu estou toda dura, dolorida de tanto cansaço! Em qualquer canto que encosto, eu durmo, parece que tenho botão de on/off.

E como nem tudo é cansaço - a gata está cada dia mais gata! Tá linda, gorduchinha e gostosa e o Dedé cada dia mais carinhoso com ela, quer pegar e fazer carinho o tempo todo. Quando ela chora, ele logo me avisa "mamãe, a Nana tá choiando, ela qué mamá".
Outro dia, do nada, ele olha pra ela enquanto ela estava chorando e diz: "Nana, num picisa choiá, Dedé tá ati". Quase morri do coração com esse instinto de proteção.
Eu to cansada (muuuuuuuuuuuuuuito cansada), mas não me canso de agradecer pelos meus dois pequenos lindos, que enchem a casa de alegria.
13

sábado, maio 08, 2010


Dia das mães

Queridas,

Eu, sinceramente, não ligo muito pra dia das mães, mas já que ele existe, vamos comemorar e aproveitar pra ficar bem pertinho dos nossos filhotes, ganhar beijo, abraço e muito carinho dos pequenos, afinal não tem nada melhor no mundo.

Eu ganhei um "cartão" que o Dedé fez na escolinha e fiquei toda derretida. Tinha a mãozinha dele na frente com tinta e um desenho lindo que ele fez dentro (e ai de quem disser que são só rabiscos!!! rsrsrsrs!) :-)))!

FELIZ DIA DAS MÃES
pra todas as mamães e amigas queridas! Desejo que o dia seja especial e cheio de carinho!

beijo enorme!
9

terça-feira, maio 04, 2010


O outro lado

Meninas,
Depois do post anterior e de tantos elogios que recebi de vocês, fiquei me achando uma FARSA!
Passei a impressão de que sou um poço de serenidade e na verdade não é bem assim! Realmente tenho conseguido me manter tranquila mesmo em meio a todo o caos. Só um recém nascido mais um bebê de 1 ano e 10 meses já seria caos suficiente pra uma pessoa só, os dois gripados ao mesmo tempo é um caos mega master, então nessas condições estou calma mesmo.
Isso não quer dizer que eu não tenha os meus momentos de fraqueza, por exemplo:
- chorei horrores quando me dei conta que a pequena estava gripada. Aquela coisa toda de mãe, me senti culpada, achei que poderia ter evitado não deixando o André tão perto dela, que não tomei cuidado o suficiente, que meu leite não estava "transmitindo" os anticorpos necessários e um monte de baboseiras capazes de surgir em uma cabeça cansada.
- outro dia o André deu um piti (birra+sono) e eu tive outra crise, achando que não sei lidar com ele, bla, bla, bla.
- ontem foi o primeiro dia que fiquei sozinha com os dois (as férias do maridão acabaram) e a hora de dormir foi um sufoco. André morrendo de sono, mas elétrico. Nana com cólica berrando de dor. André ficou nervoso com o choro e não queria deitar (obviamente). Eu tentando acalmar a pequena e colocá-la pra dormir e o André fazendo um barulho equivalente a 100 pessoas. Resultado: não consegui. Maridão chegou mais de 21h e eu estava lá que nem doida tentando acalmar pelo menos um dos dois. Então papai assumiu a boneca e eu fui deitar com o meninão, que dormiu em 10 segundos (já que tinha atenção exclusiva). Quando fui deitar, parecia que tinha tomado uma surra de tão dolorida que estava (acho que de tensão).
- E agora mesmo tive outra crise: a febre do André, que já tinha passado, voltou com força total.

Ou seja, tranquila pero no mucho! Ou melhor, tranquila, dentro do possível!! rsrsrs!

E meninas, muito pensamento positivo pro Dedé melhorar logo e pra não passar (o que quer que seja) pra Nanoca!
12

segunda-feira, maio 03, 2010


Tranquilidade é o segredo!

Tá tudo muito fácil aqui em casa...
O André está com sinusite + otite, que evoluiram de uma gripe. Dentre os sintomas, uma tosse chatérrima que não deixa o pequeno dormir direito, ele acorda com a própria tosse.
A gripe, que deixa o nariz escorrendo sem parar, passou pra Nana. E ela, toda piquitica, com 15 dias de vida, ficou com o narizinho cheio, escorrendo sem parar. E com o narizinho cheio, ela não conseguia mamar direito, o que aumentou muuuuuito o tempo de cada mamada pra que ela conseguisse mamar tudo o que tinha vontade...tinha que tirar um pouco do peito, deixá-la respirar e começar de novo. E como ela ficava cansadinha e nem sempre conseguia mamar tudo, diminuiu muuuuuito o intervalo entre as mamadas...
Em resumo: mamãe virando noites em claro!
Só que como o leitinho da mamãe é bão mesmo, ela já sarou! Muito leitinho, colo, carinho e sorinho pra limpar o narizinho minúsculo e pronto - Nanoca não tem mais nada.
Agora ainda falta o Dedé. A gripe que ainda não foi embora de vez, deixou o menininho com febre por todo o final de semana. E então, quando a Nana começou a dormir um pouco melhor, o menininho estava com febre. A mamãe, atenta ao termômetro, sem conseguir dormir direito novamente.
Depois de 2 dias com febre, hoje acordou bem - animadinho, bem disposto e sem febre. A tosse chata ainda o acompanha e o narizinho escorrendo também, mas já está bem melhor!
Sorte nossa ter o papaizão por perto, firme e forte no cuidado com os dois pequenos! Agora é só torcer pra gripe ir embora logo, até pra não corrermos o risco de contagiar a Nana novamente.

Toda essa introdução pra falar outra coisa....

Durante toda a gravidez, eu tive muito medo de não dar conta, de não conseguir dar atenção pro André, de ficar muito cansada e perder a paciência, de não conseguir ser uma boa mãe pra Mariana e então comecei a mentalizar diariamente que tudo daria certo, que eu ficaria tranquila e paciente e que estaria sempre bem disposta. Depois do nascimento dela, eu acordo todos os dias de manhã e peço pra que o dia seja tranquilo e pra que eu fique bem e em paz pra saber lidar com tudo ao mesmo tempo. E posso garantir: FUNCIONA!!!

Mesmo com tudo isso acontecendo, com os dois pequenos dodói ao mesmo tempo, mesmo dormindo tão pouco, eu estou ótima! Estou bem disposta, feliz, animada e acima de tudo, tranquila. Apesar do cansaço (normal dessa fase) eu estou do jeito que desejei estar: tranquila! Acho até por saber que os pequenos, que precisam tanto de mim, sejam tão suscetíveis ao meu humor e disposição.
Então esse post não é uma reclamação, só uma constatação de que a maneira como encaramos as coisas faz toda a diferença.

* Em tempo: é claro que eu não pretendo dizer que o "baby blues" ou até a depressão pós parto podem ser evitados ou curados apenas com pensamento positivo. Cada pessoa é de um jeito e reage de uma forma. Eu fiquei bem tristinha depois que o André nasceu e só eu sei o quanto desejei não estar daquele jeito! Então, só pretendo dizer que a nossa postura diante das situações pode sim, fazer diferença! Se encaramos até as coisas chatas com uma postura positiva, tudo é minimizado. Acredito mesmo, que a nossa energia positiva, bom humor diante das adversidades e muita tranquilidade são capazes de muito!
14