quinta-feira, fevereiro 19, 2009


Hora do sono!

Eu estava com um problema absuuuurdo pra fazer o André dormir. O soninho dele é ótimo, depois que ele dorme ele embala e dorme à noite toda (de 21h às 7h, um sonho!rs!), mas o difícil estava sendo fazer o pequeno dormir.
Eu começava a luta por volta de 19h30 e ele só conseguia dormir às 21h e nesse tempo todo morrendo de sono, coçando o olho, choramingando. Ele não queria mamar, não queria ficar no berço, não queria colo, nem chupeta, nem música, nem carinho...eu tentava de tudo e tinha a impressão que quanto mais passava o tempo, mais agitado ele ficava e mais difícil ainda fazê-lo dormir. Ele ficava se debatendo, batendo perninhas e mãos...um horror. E eu morrendo de dó, pois via o pequeno morrendo de sono e não conseguia ajudar!
Eu terminava todo processo esgotada, parecia que tinha tomado uma surra!!!
Aí resolvi procurar na internet alguma coisa que me ajudasse e cheguei em um blog chamado mamíferas! Curiosamente (e coincidentemente) tinha um post recém saído do forno com esse mesmo nome do meu post, onde a autora dizia que a TV era um grande vilão na hora de dormir, pois deixava o bebê muito agitado.
A minha rotina era: jantar, banho, um pouquinho de TV com chupetinha pro André ir acalmando e depois levá-lo pra dormir. Depois que li o tal post, é claaaaaaaro que resolvi abolir a TV pra ver como as coisas ficariam.
Não sei se ainda é cedo pra comemorar (foram só duas noites!), mas depois que eu aboli a TV da rotina, ele está dormindo super fácil e rápido. Tudo muito tranquilo e sem maluquice de bater pernas e bracinhos.
NÃO TO ACREDITANDOOOOOOOO!! Já fui lá no blog agradecer. :-))))
Como diz a Mari, o que seria de nós sem as "mudernas"????

*************

Tô indo viajar e volto sóóóóóó no dia 01/03 e até lá estarei sem computador, então bom carnaval pra todos, descansem bastante e na volta "nos falamos".
beijooooooooooooos
10

terça-feira, fevereiro 17, 2009


Decoração




E essa é a decoração nova da minha sala: um tapetão novo emborrachado pro pequeno sentar, deitar, brincar e aprender a engatinhar. Por enquanto, ele só consegue ir de ré...vai empurrando com a mãozinha e "foge" do tapete. rs!
Ao fundo, a caminha dos gatos - cama azul e tapete rosa, pra ninguém ficar com ciúme.
E bem ao centro o bebê mais lindo de todos os tempos - que deixa a casa sempre linda, alegre e barulhenta.
Vocês não têm noção do tanto que ele fala e grita, agora passa o dia todo batendo papo e fazendo não com a cabeça. hahahaha
10

quarta-feira, fevereiro 11, 2009


Só mãe é que sabe das coisas...

Foi o post de hoje da Flávia que me inspirou a escrever esse aqui. 

A gente é realmente muito ignorante com relação à maternidade antes de termos os nossos próprios filhos. Uma amiga minha sempre me dizia o quanto era trabalhoso e cansativo e eu respondia "imagina, acordar de madrugada para amamentar não pode ser tão cansativo assim". HAHAHAHA
Erro número um: Só hoje eu sei o efeito devastador de várias noites mal dormidas seguidas, cuidando do bebê o tempo todo durante o dia.
Erro número dois: Como se não dormir fosse mesmo o mais difícil...rs!

E tudo isso ainda me fez lembrar de um outro episódio.
Quando eu e o maridão ainda namorávamos fomos convidados para uma festinha de aniversário de um ano do filho de um casal de amigos. A festa era em uma quarta feira, das 19h às 22h.
Estávamos na festinha quando chegou um outro casal, que tinha um filho de um ano e meio. Eles foram sozinhos, sem o filho, e quando perguntamos sobre o menino eles responderam que não tinham como trazê-lo em uma festa à noite, pois o menino dormia cedo.
Eu e o maridão fomos implacáveis: "que absurdo, quanta frescura...não pode abrir uma exceção e deixar o menino dormir mais tarde só uma vez?? Credo, que exagero"

HAHAHAHA. Essa cai na minha testa todos os dias!

Cada bebê é de um jeito, alguns dormem super tarde, outros super cedo e o meu bebê é dos que dorme SUPER CEDO. Por volta de 19h30/20h ele já está todo molinho e quietinho se preparando pra dormir, de modo que eu não tenho a menor condição de sair com ele à noite. Já até tentei, mas se ele está fora de casa, em algum lugar agitado na hora de dormir, ele fica super chatinho e chorão!

E eu sou sempre a chata, que recuso todos os convites noturnos:
- Desculpa, viu? Mas é que à noite não dá mesmo.
- Ai vai, uma vez só. Não pode abrir uma exceção??
- Não. Não posso mesmo!!

Por essas e por outras, eu aprendi que por mais absurdo que possa parecer, por mais que eu discorde veementemente da atitude de alguma mãe - EU NÃO JULGO NINGUÉM, porque quando é com o nosso bebê a gente é capaz das atitudes mais bizarras mesmo!!! 
17

segunda-feira, fevereiro 09, 2009


Nossa escolha

Foi nossa escolha - minha e do maridão - foi assim que achamos melhor e optamos por criar o nosso garotão.
Antes de começar, quero deixar claro que eu não julgo nenhuma opção diferente da minha e não acho que ser ou não uma boa mãe tem a ver com trabalhar fora ou ficar em casa; amamentar ou não amamentar; ter ou não ter babá. Uma boa mãe é, antes de mais nada, aquela que faz as suas melhores escolhas pessoais visando o bem estar do bebê e o próprio. Até porque o que funciona pra algumas pessoas não funciona necessariamente pra todas e cada um sabe o que é melhor pra si e pra sua família.
Pois bem, a nossa opção foi que eu parasse de trabalhar pra ficar em casa cuidando do André. Confesso que já senti muita culpa, já me preocupei com o que as outras pessoas pensariam (eu sei, patético...mas verdade), já sofri por algumas vezes termos que apertar o orçamento, por ver o maridão trabalhando tanto pra segurar a onda, mas hoje estou segura de que foi essa a nossa escolha, que foi super pensada e que estamos 100% felizes desse jeito.
Eu quis ser mãe a vida toda, sempre foi o maior dos meus sonhos e hoje, me sinto privilegiada por ter a oportunidade de "exercer essa atividade" em tempo integral. Claro que o fato de eu já ter abandonado a minha carreira há algum tempo tornou a minha decisão muito mais fácil, já que eu não tive que largar nada agora, mas o fato é que seria muito sofrimento pra mim, ter que sair cedo pra ir trabalhar e só voltar a ver o pequeno à noite, seria muito sofrimento imaginar que teria outra pessoa cantando musiquinhas, ensinando a bater palminhas, mostrando os bichinhos, curtindo mais o meu bebê do que eu.
Então chega de crise, nós optamos por apertar um pouco de um lado e ganhar muito de outro - ganha o bebê que tem a mamãe em tempo integral educando, alimentando e corujando; ganha a mamãe que pode ficar o dia todo lambendo a cria e participando de cada conquista dele e ganha o papai que fica super tranquilo sabendo que eu estou em casa com o André e sem (tanta) culpa por estar trabalhando tanto.

**********
Genteeeeeeeee, meu blog está cheio de visitas (eeee! rs!) e eu não tenho a menor idéia de quem está passando por aqui, então queridíssimos, COMENTEM PLEASE!!! Quero saber quem está lendooooo! rs!

15

quinta-feira, fevereiro 05, 2009


7 meses


Como assim 7 meses?? Foi semana passada que eu terminei de aprontar as lembrancinhas pra levar pra maternidade, não foi?? Afe, como pode!!!
E olha só como está o currículo do pequeno:
- Adooooooora tomar banho e faz a maior molhadeira batendo as mãos na água. Não quer pegar os brinquedinhos, quer pegar o shampoo, a mangueirinha do chuveirinho, tudo que não pode!!
- Come tudo que aparece pela frente. Gostou de todas as sopinhas que provou até agora: cenoura, espinafre, beterraba, mandioquinha e abóbora! E também gostou de todas as frutas...só o suco de goiaba que ganhou uma careta!
- Aprendeu a fazer "tosse falsa" e brrrrr com a boca...faz quando a boca tá cheia de comida e se suja inteirinho.
- Aprendeu a fazer "não" com a cabeça - na verdade ele imita quando a gente faz pra ele.
- É super sorridente - acorda e vai dormir sorrindo. Sorri pra todo mundo que brinca com ele e quase nunca chora...só quando está com muito soninho.
- Vira e desvira com a maior facilidade e está começando a tentar empurrar os pezinhos pra engatinhar, mas ainda não consegue.
- Gosta de dormir de bruços! Eu fico desvirando e ele vira de novo!
- Adora música e todos os brinquedos que fazem barulho. Quanto mais barulho melhor.
- Ainda não tem cabelo...continua um carequinha lindo.
- Baba muuuuuuito e coça bastante a boquinha, mas ainda não tem dentinho não. Tem dias que está super incomodado e a gente acha que é o dente, mas depois passa uns 2, 3 dias sem colocar a mão na boca e aí a gente acha que não é o dente...rs!
- Grita alto, muito alto! Adora ouvir o próprio som e morre de rir.
- Adora ficar com o pé na boca! O pé vai bem durante as brincadeiras, durante as refeições, no passeio de carrinho...tudo combina com pé na boca!
- Fica sentado sozinho, durinho que nem um moço.
- PRECISA do peito pra dormir, embora eu pacientemente esteja tentando ensinar a dormir sem.
- "Olha o gato, filho", e ele olha pro gato e abre um sorrisão lindo.
- Dorme 10 horas por noite e tira 2 cochilinhos durante o dia. (Tks God!!)
E está cada dia mais lindo e gostoso e charmoso e cheiroso!!! E eu cada dia mais apaixonada!
19

segunda-feira, fevereiro 02, 2009


Liberei geral!!! rs!

Esse blog sempre foi só meu. Comecei a escrever sem contar pra nenhuma pessoa conhecida para que eu pudesse falar de tudo e nunca perdesse a espontaneidade....e sempre foi bom demais, até porque conheci pessoas incríveis que se tornaram grandes amigas.

E então eu pensei bem e vi que não tem nada nesse blog que as pessoas que eu conheço não podem ler...eu só falo da minha vida, das minhas crises, das minhas dúvidas, dos meus desejos e, é claro, do meu bebê-mais-lindo-do-mundo. Então quem tiver interesse nas minhas coisinhas e loucurinhas, que seja bem-vindo nesse cantinho!!

beijocas
7

domingo, fevereiro 01, 2009


Meu amor!

Certeza que eu não amava tanto o André quando ele nasceu...agora eu amo muito mais. Tenho que me segurar pra não apertar, amassar, esmagar, esmigalhar!! Cada dia ele aprende uma coisinha nova, e eu não to aguentando. Agora ele aprendeu a fazer "tosse falsa". Eu falo: "filho, vc tá com tosse??" e ele faz: "cof, cof"...hahaha
Lindo!

E eu também nunca fui tão amada na vida. Ele olha pra mim com tanto amor e estica os bracinhos pedindo pra vir no meu colo...nem dá pra explicar como é delicioso sentir o quanto esse molequinho me ama.

Tô boba hoje...já chorei umas dez vezes. Uma delas quando vi uma menininha de uns 8 anos no parque aprendendo a andar de bicicleta...ela conseguiu fazer uma curva sozinha e os pais dela comemoraram, bateram palmas e eu desandei a chorar. E depois em casa, quando o André me olhou com aquela carinha linda, pegou o meu rosto com as duas mãozinhas e deu o maior sorrisão...chorei de novo. Me senti tão feliz, tão querida...

Tem horas que a gente esquece todos os problemas, né? Bom demais isso!
11