quinta-feira, abril 16, 2009


Constatações

Tenho duas constatações importantíssimas:
1- Anjo da guarda de criança é o mais eficiente de todos. Está sempre presente e sempre alerta!!
2- Instinto de mãe é uma coisa fora do comum, sobrenatural mesmo!
Tudo isso porque hoje eu cai com o André no colo. E caí (tem acento??tô na dúvida!!!) feio. Tropecei em um brinquedinho dele que estava na sala e cai de lado. O tombo foi tão forte que eu bati perna, costas e cabeça. Não sei explicar como, mas eu me "torci" inteira e o André, que estava no meu colo, nem tocou o chão! Ele se assustou com a queda e chorou e eu fiquei muuuuuuuuito preocupada com ele, com medo que ele tivesse batido alguma coisa, então fiz uma inspeção geral e ele não tinha nenhum arranhãozinho, nem uma marquinha vermelha, nem nada. Eu desabei a chorar e dei graças aos céus que a Meire (a moça que me ajuda aqui em casa) estava aqui na hora...ela me ajudou, me acalmou, me socorreu - chorou um pouco comigo pois viu que eu estava muito nervosa, mas me tranquilizou bastante! Dois segundos depois o André já estava rindo, engatinhando e brincando como se nada tivesse acontecido.
Só pra me aliviar e não ficar o dia todo pensando nisso, achei melhor ligar pro pediatra e ele me disse que eu ficasse atenta em caso de vômito, irritabilidade e sonolência dele, mas disse que eu não me preocupasse muito, pois se não tinha nenhuma marca e estava brincando normalmente é porque realmente não tinha acontecido nada.
Aí chorei de novo - dessa vez de alívio por ver que o pequeno estava bem e que realmente não tinha acontecido nada. E só então fui ver como eu estava. Sério, minha perna tem um roxo de uns 10 cm de diâmetro, minha coluna está "destruída" e a minha cabeça latejando até agora. Tomei um remedinho pra dor de cabeça e passei uma pomadinha pra aliviar a marca roxa, mas só de saber que eu meu pequeno está bem, a minha dorzinha não é nada.
Certeza que foi o anjinho dele que ajudou a gente nessa queda. E o instinto, né? Porque é impressionante - eu nem sei direito como foi que eu consegui torcer tanto o meu corpo pra que ele não encostasse no chão, e isso porque eu caí pro lado que ele estava!!!
Valeu, anjinho e continue sempre por perto, tá?? (sim, o anjinho lê o blog!!!)
12

12 comentários:

Mari disse...

grande anjo da guarda!!! tb sempre penso nisso, até já comecei um post sobre o assunto...
e se cuida! gelol nessa perna, gata!
beijoca e melhoras

disse...

Nossa, que susto, Rê! Ainda bem que não aconteceu nada com o André. Minha avó sempre fala que criança pequena tem o anjo sempre por perto e conforme ela vai crescendo ele vai se distanciando, até que passa só um período de 20 minutos por dia com a gente. Super acredito nisso, até porque já passei por algumas boas com a Sofia bem pequena (quando ela tinha menos de 1 mês eu peguei no sono com o forno ligado...fazendo torrada! Acordei com a casa cheia de fumaça, os vizinhos desesperados tocando a campainha... o cheiro de queimado e a fumaça se alastraram pelo hall do prédio e minha casa ficou mais de 1 semana cheirando queimado. Tenho certeza que acordei pq algum anjo me cutucou. Com a Sofia não aconteceu nada, em compensação eu fiquei um tempão me sentindo um lixo de mãe... mas o pior é o meu fogão...ele tem as marcas até hoje, rs...).
Se cuida, heim?
Beijos

Cinthya Rachel disse...

espero q vc tb esteja bem, como o pequeno! um beijo

Andréa Ramos disse...

Oi querida.
Quer um conselho?
Vá ao médico ver essa mancha roxa e principalmente as costas,pois or mal tratada te acompanha pela vida,acredite.
Fique bem e beijos nos dois.

Thaís Rosa disse...

nega, o anjo da guarda deles somos nós! hahaha!
Também já levei um tombaço com o Caio, ele era bem pequeno e estava na rede com ele, a rede arrebentou e caí de bundona no chão... também nem sei como fiz, mas segurei ele no alto, não passou nem perto do chão... ele chorou horrores de susto, e eu também, de medo que tivesse acontecido algo... fui até no médico, achando que eu tinha detonado a coluna, de tanto que ficou doendo... e o bichinho intacto, graças a deus e a mim... hehehe
beijão, se cuida, que anjo da guarda machucado não dá conta do recado!
tha

Pati disse...

Re, que susto que vc deve ter levado, posso até imaginar a sua angustia. E vamos que vamos rezando paro os anjinhos da guarda, o seu e o do André! E vá ver vc se não torceu nada, etc hen?!
beijinhos!

Ingrith disse...

E tem mesmo, viu!!! Vou ganhar um sobrinho (apesar de nao saber o sexo ainda, eu acho que é homem, mas quero uma menina), imagina a felicidades que eu tô!!!

Alexsandra Moreira disse...

Ainda bem que não houve nada de grave além do susto...

Já aconteceu isso comigo tb Rê, ele ainda tinha dias de nascido e graças a Deus não aconteceu nada. Eu tenho duas cicatrizes da queda até hoje, isso tem 13 anos.

Concordo com as duas contatações.

bjin

MEL disse...

Ai Renas, que aflição!
Espero de coração que você esteja melhor. Essas coisas acontecem mesmo. Não tenho filhos, mas tenho um monte de amiga que tem. E sei de tombos homéricos onde nada aconteceu com o bebê, mas a mãe se arrebentou. Uma vez até presenciei uma moça caindo com um bebê no colo numa escada rolante de shopping. Ela segurou a criança lá no alto e esfolou os dois joelhos inteiros na escada. Não aconteceu nada com o bebê. Fomos acudí-la e ela sangrava horrores, mas sequer chorou porque disse que preferia ter os joelhos retalhados a ver o bebê dela machucado.
Viu só? Não aconteceu nada com Dedeco e você ficará boa rapidinho.
O que eu posso dizer é: agradeça ao anjo da guarda de vocês dois. E não se culpe porque isso acontece mesmo.
Beijos fique bem.

Isa disse...

Anjinho ta sempre junto!! Acho que quando passa é o pior, né? Só de imaginar o que podia ter acontecido... Comigo é assim, na hora seguro a onda mas depois desabo. Vou fazer um post sobre isso!! ( sou nova nessa de blog e linkei vc lá, tem problema?) bjo

Dani disse...

Que susto em Rê! Mas já passou, já passou! Concordo quando você diz que nossos bebês têm anjos da guarda super presentes. E a gente também né! Graças a Deus!Vou ficar aqui rezando para você melhorar logo! Beijo!

Paloma, a mãe disse...

Ufa, que susto!
Uma grande amiga minha, que é neurologista, me libertou de vários medos quando a minha filha era menor (hoje tem 2 anos). Ela disse que bater a cabeça faz parte (isso a gente sabe, mas sofre) e só é preocupante se o beber vomitar em seguida ou desmaiar. Sonolência só se for fora de hora, pois não há problema algum se já for a hora de ele dormir. Foi mais ou menos isso e ela me libertou de milhões de medos que eu tinha quando minha filha batia a cabeça.
Gostei do seu blog!
Beijos e se cuide!