sexta-feira, março 13, 2009


&*%#@%* de cidade!


Logo que o André nasceu, eu tinha medo de sair sozinha com ele de carro. Tinha medo que ele chorasse, que a chupeta caísse, que ele engasgasse...sei lá, medo que acontecesse alguma coisa, e eu, dirigindo, não pudesse socorrer.
Só que SEMPRE que ele estava no carro, ele dormia...nunca chorava, nem reclamava, nadinha, aí eu fui tomando coragem e aos 6 meses, saí com ele pela primeira vez. Como sempre, ele ficou super bonzinho, até que fiquei super malandrinha e comecei a sair com ele pra lá e pra cá, sem medo nenhum. 
Até a semana passada!
Na semana passada, eu fui deixá-lo na minha mãe pra ir ao dentista. No caminho pra casa da minha mãe, eu vi um assalto. Em menos de 10 segundos, 4 rapazes levaram um carro que estava estacionado na rua, tudo muito rápido...o dono do carro chegou correndo e gritando, mas o carro já estava longe, tudo isso enquanto eu estava parada no farol com o André no banco de trás. Eu gelei, minha perna tremeu...fiquei pensando o que eu faria se viessem me assaltar e quisessem levar o meu carro: "moço, posso pegar meu filho no banco de trás?? É rapidinho, só preciso sair do carro, dar a volta até o outro lado, tirar o cinto de segurança dele e pegá-lo no colo. Vc espera??" E o medo de sair do carro pra ir pegar o André e o cara sair fora com o meu pequeno...
Surreal, né??
Aí ontem eu estava voltando de um jantarzinho com as amigas e vi outro assalto. Dessa vez eu também estava parada no farol e 3 meninos assaltaram o carro que estava em frente ao meu...só vejo a pessoa passando bolsa, celular, tudo pelo vidro do carro. Eu estava sozinha dessa vez e o André seguro em casa com o papai...mas gelei novamente e fiquei, mais uma vez, pensando o que faria se fosse comigo e o André no carro.
Conclusão: Por causa dessa bosta de cidade, eu perdi a coragem de sair com o André sozinha, por outro motivo agora, mas minhas pernas ficam mole só de imaginar o que fazer!!
E aí hoje a Mi conta que foi assaltada com arma na cabeça...não dá, né gente? Odeio viver nessa insegurança!!
13

13 comentários:

lolo disse...

Ai, re, e dificil mesmo. E uma pena que a gente vai deixando de fazer coisas por causa da violencia, ne. Eu tenho muito medo, na minha quadra tem sequestro relampago direto, mas nao posso deixar de trabalhar, estudar... E uma porcaria mesmo.

Renata R. disse...

Ai, Rê, é mesmo revoltante ter que viver com medo.

Acho que como ainda não sou mãe, tento não pensar muito nisso no dia-a-dia. Mas nem adianta. Os jornais sempre me trazem de volta pra realidade.

Olly disse...

Eu já fui assaltanda mil vezes mas ainda acho que ficar presa em casa não resolve. Eu sou livre, quem deveria estar preso são eles. Oro a Deus e voilá, corro meus riscos... Fazer o que?

beijos

Renata R. disse...

Ai... E essas perninhas gordinhas do Godolindo? Seu filhote tá cada dia mais lindo e querido, Rê.

disse...

Esse mundo em que vivemos é muito louco mesmo, né? O negócio é apelar pra proteção lá de cima... pq se depender dos homens aqui embaixo... estamos ferrados!
Beijos

Ps. O André dormindo assim no bebê conforto é muito fofo!!! Dá uma saudade da Sofia assim, rs......

Dani disse...

Re, nem sei o que falar! É fogo essa situação. Por aqui, as coisas estão (ainda!) um pouco mais tranquilas...eles ainda não assaltam no sinal !!! Mas, não dá para ficar de bobeira também! Se cuidem! Beijo! Dani
PS: to querendo esse André de genro! Que gostosura que é essa!

Milena disse...

Ai Rê! Nem fala! Acho que qdo temos filho o medo triplica né?
E tem gente que acha que nosso medo é pelos bens materiais! Magina! Eu quero é minha liberdade de volta!

Beijo!

MEL disse...

Por Deus, que absurdo!
Fiquei catatônica só de ler...
Dizem que mães têm duplo anjo da guarda... Enfim, melhor não arriscar...
Afff... aqui tá difícil de morar mesmo...

Rebeca disse...

Melhor não ficar fritando em cima dessas coisas senão a gente pira. Uma vez entraram no meu ap com todos dormindo (meus filhos dormem em quartos separados)e fiquei muuuuuuito insegura pensando que poderiam ter feito alguma coisa com as minhas crianças. Graças a Deus ninguém acordou, mas o sentimento de impotência pra proteger os pequenos é muito ruim mesmo.

Que Deus nos ajude!

João o Astronauta disse...

é uma puta merda mesmo (ops...)
esse é um dos motivos de que gosto de morar aqui... Agora a gente começa a ver furtos (sem violencia) e escutar uma ou outra história de roubos... mas não dá pra comparar com o Brasil em relação a segurança.
Tipo logo quando eu cheguei aqui (7 anos atras) trabalhava em um bar, saía as 3hs da manhã e voltava pra casa em bicicleta, sem nenhum tipo de neura. (imagina essa situação em Sampa?) .
Mas como falou a Olly não dá pra não viver, né? quem deveria estar preso são eles.
Beijos. Flá

Vida nova no velho mundo disse...

Ai Re, Junior e eu ficamos com o coração na mão ao ler seu blog! Mas nada vai acontecer com vcs! Tb nao adianta viver com medo pois isso só vai fazer mal para vcs! Mas de qualquer jeito, rezo para vcs encontrarem logo o Vilarejo para cuidar do andré com a tranquilidade que vcs merecem! beijos e muita saudade!

Ice Ice Baby disse...

BIZARRO né?!

eu imagino o seu medo...pavor eu diria até né?!

Mas Não é só SP, nem RJ enm a faixa de Gaza..é o ser humano..q tá cada dia mais horrível e egoísta...ignorando a existência dos outros ao seu redor!

coragem chuchu, e pensa numa estratégia....eu sempre tenho uns 3 planos pra qq coisa na minha vida...

Márcia Haydée disse...

Nossa, Rê, que susto!
Que pena que demorei pra ler, mas espero poder te dar algum conforto ao saber que me compadeci com a sua história. Fiquei assustada também... por essas e outras que eu fico na dúvida em voltar pra São Paulo ou voltar para o Rio. Aqui em Fortaleza não é tranquilíssimo, mas é muuuuuito menos violento que Rio e São Paulo.
Boa sorte, querida, e realmente trace alguns planos para emergência. Dica: nunca pare no sinal, vá diminuindo a velocidade até que quando chegue próximo ao sinal o mesmo fique verde e você possa seguir. Eu trabalhava em Sampa até 23h e nunca fui assaltada, trabalhava longe de casa, mas sempre me protegi. Tente isso, evite parar nos sinais, deixe sempre as rodas do carro rodando, mesmo que pouquinho. Na hora de escolher quem atacar, eles preferirão os parados, com toda certeza.
Muitos beijos com carinho e desejos de tudo de bom!